jusbrasil.com.br
27 de Novembro de 2021

Quem foi Antônio Jacó da Paixão

Um dos signatários da Constituição brasileira de 1891

Leandro Teles Rocha, Bacharel em Direito
Publicado por Leandro Teles Rocha
há 2 anos

Antônio Jacó da Paixão nasceu em Senhor do Bom Jesus do Rio Pardo (atualmente Argirita), então distrito de Rio Pomba, Minas Gerais, em 28 de novembro de 1842. Foi um dos signatários da Constituição brasileira de 1891.

Advogado, bacharelou-se em 1875 em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade de Direito de São Paulo. Após a conclusão do curso de Direito, estabeleceu-se em Rio Novo, Minas Gerais, onde iniciou a carreira política.

Foi descrito por Almeida Nogueira em "A Academia de São Paulo: Tradições e Reminiscencias, Estudantes, Estudantões, Estudantadas", como alto, esbelto, moreno, cabelos negros, bigode e cavanhaque.

Ex-aluno do Externato Aquino, no Rio de Janeiro, outrora uma das melhores instituições de ensino do Brasil.

Estudou Humanidades no externato do Mosteiro de São Bento, no Rio de Janeiro, tendo concluído o curso de Filosofia. Habilitou-se para o exercício do magistério com a especialização em Aritmética, Álgebra e Geometria.

Foi eleito para a Assembleia Provincial de Minas Gerais nos biênios de 1880-1881, 1882-1883 e 1884-1885, onde foi líder do Partido Liberal na casa legislativa.

Após a proclamação da República, filiou-se ao Partido Republicano Mineiro (PRM) e foi eleito deputado ao Congresso Nacional Constituinte, exercendo o mandato de deputado geral na 1ª legislatura (1891-1893) e na 3ª legislatura (1897-1890).

Morreu em Rio Novo, em 26 de setembro de 1912.

Antônio Jacó da Paixão é pai do magistrado Leovigildo Leal da Paixão, irmão do médico Tibúrcio Antônio da Paixão e primo de Rodolfo Gustavo da Paixão, ex-governador do estado de Goiás no governo provisório do marechal Deodoro da Fonseca e ex-deputado federal.

Fernando Damata Pimentel, ex-governador do estado de Minas Gerais, é sobrinho-bisneto de Antônio Jacó da Paixão.

Fontes:

1) Alzira Alves de Abreu (2015). Dicionário histórico-biográfico da Primeira República (1889-1930), Fundação Getulio Vargas. Disponível em: https://cpdoc.fgv.br/sites/default/files/verbetes/primeira-republica/PAIXÃO,%20Antonio%20Jacó%20da.p...

2) MONTEIRO, Norma de Góis (Coord.) (1994). Dicionário biográfico de Minas Gerais: período republicano 1889-1991. Assembleia Legislativa de Minas Gerais. Disponível em: https://dspace.almg.gov.br/handle/11037/128

3) Almeida Nogueira (1909). A Academia de São Paulo: Tradições e Reminiscencias, Estudantes, Estudantões, Estudantadas. Disponível em: https://www.literaturabrasileira.ufsc.br/documentos/?action=download&id=39242

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)