jusbrasil.com.br
27 de Novembro de 2021

Reminiscência - Antônio Júlio da Paixão

Caixeiro-viajante, tropeiro e negociante em Senhor Bom Jesus do Rio Pardo, Minas Gerais

Leandro Teles Rocha, Bacharel em Direito
Publicado por Leandro Teles Rocha
há 2 anos

Antônio Júlio da Paixão, nascido por volta de 1815 em arraial do Cercado (atualmente Nova Serrana/MG) foi um caixeiro-viajante e depois tropeiro (dono de uma tropa). Fazia viagens entre Minas Gerais e o Rio de Janeiro. Em uma fazenda onde pousava conheceu Maria Eudóxia de Miranda, uma prima, nascida em Pitangui/MG, com quem se casou. O casal estabeleceu-se em Senhor Bom Jesus do Rio Pardo (atualmente Argirita/MG). Antônio Júlio da Paixão foi o primeiro juiz de paz do distrito de Senhor Bom Jesus do Rio Pardo, de 1857 a 1862.

Segundo o Dicionário histórico-biográfico da Primeira República (1889-1930), da Fundação Getulio Vargas, Antônio Júlio da Paixão também foi vereador no distrito de Leopoldina/MG, em 9 de abril de 1862, e terceiro substituto de juiz municipal, também em Leopoldina/MG, em 5 de março de 1866.

Fonte: https://cpdoc.fgv.br/sites/default/files/verbetes/primeira-republica/PAIXÃO,%20Antonio%20Jacó%20da.p...

Ver também: https://cantoni.pro.br/2003/01/08/autoridades-do-distrito-do-rio-pardo/

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)